Pontos Fortes da JKS

Desde sua criação, a Shoto Federation tem trabalhado e valorizado dois pilares principais. Um deles é o sistema de formação de atletas talentosos que pudessem cursar o Trainee (Kenshusei) para formação de um núcleo forte.

O sistema cumpriu sua função graças às habilidades de ensino do Shuuseki Shihan Masao Kagawa, que liderou a equipe do All Japan Karatedo Federation (JKF). Kagawa sensei tem trabalhado com as mudanças das competições internacionais e as novidades criadas nos outros países, sem estar preso apenas aos conceitos ortodoxos da Arte Marcial. Defende que é preciso lutar com o maior número de adversários para desenvolver suas habilidades. Já formou diversos campeões do All Japan Karate Championships e campeões mundiais, que agora também fazem parte da Comissão Técnica da Seleção Japonesa.

Dito isto, é importante saber que o sistema de Trainee (Kenshusei) não é voltado apenas para elevar o nível nas competições. Ele forma líderes que passam por um intenso treinamento, transmitindo todos os fundamentos das técnicas e o espírito do Karate, que depois poderão melhorar o ensino da arte em vários países.

O outro pilar de orgulho da Shoto Federation é seu trabalho de base. A relativamente “jovem” JKS, entre as organizações de Karate Shotokan, tem grande número de atletas na seleção japonesa e nas comissões técnicas do Japão. Isso se deve à metodologia de ensino do Karate.

O sucesso dos atletas que se destacam entre os melhores do mundo sempre estimula a competição. Além disso, a JKS oferece o aprendizado de um excelente Karate clássico. O trabalho de mestre Asai trouxe um alavancar de avanços, que levaram o Shotokan a um novo patamar. O treinamento intenso de neko-ashi-dachi, movimentos fluídos e rotações ajuda os atletas da JKS a superarem seus concorrentes. Isso é fortemente treinado nos cinco Kata da série Junro, que foram incorporados ao treinamento básico.

No Brasil, a técnica do Karate Asai transmitida ao mestre Sadamu Uriu foi ao longo dos últimos 20 anos sendo transmitida aos instrutores que atuam sob a bandeira da JKS. Esses instrutores herdaram também o impetuoso Karate prático de Masatoshi Nakayama sensei, professor original que ensinou diretamente Sadamu Uriu na Universidade de Takushoku. O Karate Shotokan do Brasil é conhecido internacionalmente pelo elevado conhecimento dos Koten Kata (formas antigas, resgatas por Asai sensei) e pela eficácia como defesa pessoal (forma de Karate a qual Uriu sensei mais se dedicou).

Partindo de antigos ou novos pontos, a evolução da técnica vem sendo repassada aos membros da Shoto Federation de forma aberta, principalmente através dos Seminários em cada país membro ou no Seminário Anual na Sede japonesa, realizado anualmente. Além disso, a família JKS em todo o mundo fala a linguagem do respeito e da ajuda mútua, que transcende língua ou religião.

A JKS, na figura do fundador Tetsuhiko Asai, também foi a fundadora do Karate em Cadeira de Rodas, que inspirou o movimento de esporte adaptado que vem crescendo na Europa e outros continentes. Originalmente era um treinamento para qualquer pessoa fisicamente debilitada, e deve seguir aberto e acessível ao aprendizado de todos, evoluindo através das novas pesquisas. A Japan Karate Shoto Federation continua avançando, independente dos obstáculos que o Caminho apresenta.